São Paulo lidera o ranking/Foto: Maick Maciel/Unsplash

O Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, sedia, entre esta quarta-feira, 1º de setembro, e sexta-feira (3), a 7ª edição do evento nacional Connected Smart Cities e Mobility, que destaca as cidades mais inteligentes do Brasil com a apresentação do Ranking e ainda com o Prêmio Connected Smart Cities, o qual traz 10 finalistas com negócios inovadores para as cidades. Neste ano, o evento é realizado em formato híbrido, presencialmente, nesta quarta e quinta-feira, e ,de forma digital, até sexta, 3.O resultado do Ranking Connected Smart Cities 2021, estudo elaborado pela Urban Systems, em parceria com a Necta, foi apresentado durante a Cerimônia de Abertura do evento para autoridades, empresários e especialistas nacionais e internacionais.

Todos os 677 municípios com mais de 50 mil habitantes são mapeados pelo Ranking. O objetivo é definir as cidades com maior potencial de desenvolvimento do Brasil. A edição 2021 do estudo conta com 75 indicadores (5 a mais que o ano anterior), que atestam serviços inteligentes nas cidades.O resultado é apresentado em 4 frentes: posição geral, por eixo temático, por região e por faixa populacional. O estudo é composto pelos indicadores de mobilidade, urbanismo, meio ambiente, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, governança e energia, eixos temáticos discutidos no evento nacional do Connected Smart Cities & Mobility.

“Nesses sete anos de atuação, a Plataforma Connected Smart Cities vem desempenhando papel fundamental junto às empresas, entidades e governos na busca pela inovação, tendo como objetivo fundamental tornar as cidades brasileiras mais inteligentes e conectadas, comenta a CEO da Necta e idealizadora do Connected Smart Cities e Mobility, Paula Faria.

As 10 cidades mais inteligentes do Brasil em 2021:

1) São Paulo;

2) Florianópolis;

3) Curitiba;

4) Brasília;

5) Vitória;

6) São Caetano do Sul (SP);

7) Rio de Janeiro;

8) Campinas (SP);

9) Niterói (RJ);

10) Salvador.

Vencedores por eixo temático

O primeiro lugar em Urbanismo foi para Curitiba; Mobilidade e Acessibilidade: São Paulo (SP); Meio Ambiente: Balneário Camboriú (SC); Empreendedorismo: Curitiba(PR); Economia: Barueri (SP); Tecnologia e Inovação: Rio de Janeiro (RJ); Saúde: Belo Horizonte (MG); Educação: Vitória (ES); Segurança: São Caetano do Sul (SP); e Governança: Niterói (RJ).

Salvador se destaca

A capital baiana alcança, ainda, a liderança entre todas as cidades da região Nordeste, e conquista, também, o quarto lugar no eixo de Tecnologia e Inovação, além de figurar na oitava posição entre as cidades com mais de 500 mil habitantes.

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, cita que a tecnologia e a inovação são áreas estratégicas em sua gestão, de fundamental importância para promover o desenvolvimento sustentável e integrado da capital baiana. “Assumimos o compromisso de transformar Salvador em uma cidade inteligente porque entendemos que esse é o caminho adequado para melhorar e qualificar a oferta de serviços públicos à população, além de modernizar a economia, ampliando as oportunidades de emprego e renda na nossa cidade”, comentou.

Salvador é mundialmente conhecida pela criatividade de seu povo, e a inovação tecnológica vem se incorporando ao seu DNA nos últimos anos. “Entrar no ranking do Connected Smart Cities como uma das 10 cidades mais inteligentes do país, sendo também líder no Nordeste, é um reconhecimento ao trabalho que a nossa gestão tem feito para estimular o setor e abrir novas perspectivas à primeira capital do Brasil”, afirma o prefeito.

Avanços tecnológicos

Com velocidade média superior a 114 mbps em conexões de banda larga contratada, Salvador supera muitas capitais neste indicador, considerando ainda a existência de 7 empresas que operam e oferecem o serviço na cidade. De acordo com dados da Anatel, 100% dos moradores de Salvador são cobertos por conexão 4G. A capital baiana conta com 2 polos tecnológicos e 6 incubadoras de negócios, segundo dados da Anprotec, e registrou, no último período, o crescimento de 1,1% das empresas de tecnologia, e 19,22% das microempresas individuais (MEIs).A cidade já registra, neste ano, a recuperação econômica com crescimento de 6,29%. O crescimento do PIB municipal alcança 80,3% dos empregos formais da cidade no setor privado. Em relação aos serviços e soluções inteligentes de Salvador, destacam-se o Centro de Operações e Controle como referência nacional, o atendimento ao cidadão por meio de aplicativo e site da prefeitura, a matrícula escolar na rede pública online, o agendamento online de consulta na rede pública de saúde, o sistema de iluminação inteligente, a bilhetagem eletrônica no transporte público, e os semáforos inteligentes.

Estreando entre as 10 mais bem posicionadas do Ranking Connected Smart Cities, a cidade de Salvador está presente nos recortes de Tecnologia e Inovação, 4ª mais bem posicionada, Empreendedorismo e Mobilidade, 10ª mais bem posicionada, ficando na 14ª posição em Urbanismo.Saiba mais sobre o ranking: https://ranking.connectedsmartcities.com.br/