O Estado da Paraíba anunciou que irá produzir 100% de energia limpa em até 3 anos, promovendo uma ‘revolução econômica’ com o projeto.

O acordo de cooperação da parceria público-privada já foi assinado por meio da Secretaria da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente (Seirhma) junto ao Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades (IPGC Brasil).

No último sábado (10), foi publicado um vídeo institucional que detalha a implementação do projeto

Produção de energia limpa no Estado da Paraíba

Em janeiro deste ano já havia sido anunciado o plano para desenvolvimento de usinas solares, como parte da Carteira de Projetos de Parceria Público-privadas.

Agora, o projeto deverá atender a demanda energética dos prédios públicos estaduais em sua primeira etapa, assinado no dia 02 de junho.

Nessa fase, a estruturação de parceria deverá levar o projeto de Usina Solar a Paraíba, onde o IPGC será o principal responsável.

O Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades irá desenvolver o estudo de viabilidade técnica, que apontará condições jurídicas, ambientais e econômicas.

Maior fábrica de painéis fotovoltaicos da América Latina e muito mais

A implementação do projeto já está ocorrendo, uma vez que uma das maiores fábricas de painéis fotovoltaicos da América Latina e do mundo já está sendo instalada em João Pessoa.

Em Santa Luzia, localizada na região do sertão paraibano, haverá o maior parque solar que já foi instalado no Brasil, também como parte do projeto.

Ambos projetos devem capacitar a geração de 1,6 GMW, gerando energia elétrica para aproximadamente 1,6 milhões de residências.

Projetos em fase de construção

Há projetos em fase de construção dentro do plano do governo, como nas cidades de:

  • Santa Luzia; 
  • Junco do Seridó;
  • São Mamede;
  • São José de Lagoa Tapada.

Atualmente, já são mais de cinco empresas de energia solar e eólica que já operam com parques e usinas no estado, em Malta, Mataraca e Coremas.

Estado da Paraíba e a revolução econômica 

A revolução econômica que está acontecendo no estado é devido a grande geração de energia renovável, com crescimento de empresas e de empregos.

De acordo com os dados que foram divulgados pelo governo, já foram gerados mais de 2.650 empregos somente no período de construção das usinas.

Além disso, com os novos projetos que serão aplicados, haverá mais de 7.100 novos postos de trabalho para a população.

Fonte: Polêmica Paraíba e WSCOM