Três meses após o Brasil ter sido convidado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) a integrar o grupo, as organizações Anistia Internacional Brasil, Human Rights Watch, Transparência Internacional-Brasil e WWF-Brasil enviaram na terça-feira (11) uma carta ao secretário geral da OCDE com alertas sobre desmontes promovidos pelo atual governo que afetam o fortalecimento da democracia, o combate à corrupção, a transparência, os direitos humanos e o meio ambiente.

Para as entidades, uma possível adesão brasileira à OCDE pode passar a mensagem de que a organização não está atenta aos retrocessos recentes que ocorrem no país, informa O Globo

As organizações pleitearam uma reunião com o secretário-geral da OCDE, Mathias Cormann.

Fonte: Brasil 247