‘Ficou combinado que não será nesta semana’, afirma presidente da Câmara, sobre iniciativa que levou Caixa e BB a pedirem para sair da Febraban.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que combinou com Skaf que manifesto não será divulgado nesta semana Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que o manifesto apoiado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e que gerou reação contrária dos bancos públicos não deve sair nesta semana.

Lira disse que conversou nesse domingo com Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) e um dos principais idealizadores do documento, e ficou combinado aguardar até o feriado do Sete de Setembro. A decisão de adiar a divulgação não foi comunicada às associações que assinaram  o documento.

— A nota não é da Febraban, é da Fiesp com a participação de mais de 200 entidades do setor produtivo. Virou uma nota da Febraban com reflexos para a Caixa Econômica Federal e para o Banco do Brasil desproporcional aos seus interesses – disse Lira ao GLOBO, acrescentando:

— Conversei com Skaf neste domingo e, como não tem um prazo para a divulgação do manifesto, ficou combinado que não será nesta semana. Vai aguardar as comemorações do Sete de Setembro.

Fonte: O Globo