O comandante da Força Aérea Brasileira, brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Junior, afirmou que os militares vão prestar continência caso Lula ou outro candidato assuma o lugar do presidente Jair Bolsonaro no ano que vem. Em entrevista publicada hoje na Folha, ele negou ser o chefe militar mais bolsonarista. No UOL News, o colunista Josias de Souza comenta o tema