Foto: Divulgação

Pousou na manhã dessa quinta-feira (16), no aeroporto de Confins, que atende à região metropolitana de Belo Horizonte, o gigante avião Antonov An-124 da empresa aérea russa Volga-Dnepr. Trata-se de uma rara visita da aeronave no aeroporto mineiro, cujo objetivo é trazer uma peça de grandes proporções que abastecerá a operação da mineradora Anglo American. 

O equipamento transportado foi um Munhão, peça que compõe o moinho de bolas. O Munhão é responsável pela sustentação da carga de polpa, corpo moedor e o peso do próprio moinho para a movimentação do mesmo em uma das etapas do processo de redução do minério de ferro. 

Após o recebimento da peça, a Anglo American usará superguindastes para içar o equipamento e efetuar a instalação em sua planta localizada no município de Conceição do Mato Dentro. Vale ressaltar que o transporte da peça necessitou de licenças específicas do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), já adquiridas pela empresa, tendo em vista o tamanho do maquinário que tem 51,5 toneladas.

O voo foi realizado pela aeronave de matrícula RA-82046 (msn 9773052255117), de 29 anos de idade, uma das doze do modelo na frota da empresa aérea russa. Sua escolha deveu-se à capacidade do An-124 de embarcar e desembarcar grandes cargas a partir do nariz da aeronave, usando guinchos especiais da própria aeronave. 

A carga saiu de Krefeld, na Alemanha, embarcou no aeroporto de Hahn, e fez uma parada na Ilha do Sal, antes de seguir para o Brasil. A administradora do aeroporto transmitiu o pouso em sua conta do Instagram, assim como o “batismo” da aeronave.

Por seu tamanho, uma operação especial foi organizada pelo aeroporto e aprovada pela ANAC. Dentre os requisitos, a aeronave teria que taxiar com os motores 1 e 4 (mais próximos das pontas das asas) desligados.

Antonov 124

O Antonov-124-100 é o segundo maior avião de carga civil do mundo em capacidade e um líder reconhecido no mercado de carga aérea para o transporte de remessas superdimensionadas e super-pesadas. São aviões da era soviética, construídos pela Antonov, empresa que está baseada na atual Ucrânia.

A combinação de características como tamanho do compartimento de carga, alcance de voo e capacidade de elevação sem o uso de equipamento de carregamento especial, permite que o An-124 carregue carga super pesada e superdimensionada de até 120 toneladas na maior faixa de alcance.

Imagem: RadarBox

A cabine de carga pressurizada da aeronave, com seu volume total de 1.050 m³, garante oportunidades para o transporte de diferentes tipos de carga, incluindo peças ou remessas fora do padrão e de grandes dimensões, exigindo condições especiais de transporte.

O trem de pouso equipado com 24 rodas permite alterar o ângulo da fuselagem para simplificar as operações de carregamento.

O Antonov-124-100 possui duas entradas de carga, no nariz e na cauda da aeronave, ambas equipadas com rampas de carga em expansão. Para o carregamento de cargas fora do padrão, a cabine é equipada com dois guinchos elétricos com tração de 3 toneladas cada e 4 guinchos elétricos com capacidade de carga comum de até 30 toneladas.

Fonte: Aeroin