Foto: Kensington Palace/AP

O Príncipe William e o ambientalista britânico e apresentador David Attenborough lançaram nesta quinta-feira (08/10) o que esperam se tornar o “Prêmio Nobel de Ambientalismo”.

O prêmio busca 50 soluções para os problemas ambientais mais graves do mundo.

A promessa é conceder 50 milhões de libras (mais de R$ 360 milhões) ao longo de uma década. Isso faz do Prêmio Earthshot, como ele foi batizado, o maior prêmio ambiental de todos os tempos.

A palavra Earthshot é uma brincadeira com a expressão “Moonshot”, que em inglês significa lançar uma espaçonave para a Lua — mas também é uma analogia para quando alguém tenta realizar algo muito difícil. No prêmio, a palavra “Moon” (Lua) foi trocada por “Terra” (Earth).

O príncipe disse que quer que o planeta seja entregue às gerações futuras “em um estado melhor do que o encontrado pela geração dele”.

Ele também falou que qualquer um pode ganhar o prêmio, e fez um apelo para que “pessoas incríveis” criem “projetos inovadores brilhantes”.

Em entrevista à BBC, o príncipe William disse que o lançamento do novo prêmio marca o momento em que ele assume a liderança da campanha ambiental de seu pai, o príncipe Charles, que sempre foi conhecido por suas posições ambientalistas.

“Sinto que agora é minha responsabilidade”, disse.

“Ele falou sobre isso durante muito tempo e muito antes de as pessoas darem atenção para mudanças climáticas. Então, eu sempre ouvi, aprendi e acreditei no que ele dizia.”

“Acho que atualmente, louco seria quem não acredita nas mudanças climáticas”, acrescentou o príncipe.

O Earthshot premiará cinco ideias com 1 milhão de libras (R$ 7,2 milhões) por ano durante 10 anos, buscando inovações em áreas como:

Proteção e restauração da natureza

Limpeza do ar

Renascimento nos oceanos

Construção de um mundo sem resíduos

Conserto do clima

Fonte: BBC