Nas últimas semanas, centenas de balsas e dragas atracaram em um único ponto do Rio Madeira, para exploração em massa de ouro.

Três pessoas foram presas durante a operação contra o garimpo ilegal no Rio Madeira, no Amazonas, no fim de semana. No total, 131 balsas utilizadas pelos garimpeiros foram apreendidas ou destruídas. A operação da Polícia Federal (PF) é realizada com o apoio das Forças Armadas. 

Nas últimas semanas, centenas de balsas e dragas atracaram em um único ponto do Rio Madeira, para exploração em massa de ouro. Na semana passada, segundo o Greenpeace, havia pelo menos 300 balsas na região, sem licença ambiental para mineração. 

Os garimpeiros se dispersam do local na sexta-feira (26), mas alguns continuaram operando de forma ilegal

A Polícia Federal não informou quanto ouro foi apreendido e o que foi feito com as outras balsas. Não há informações também sobre outras pessoas que estavam nas balsas e não foram presas nem como será feita a fiscalização da área depois da operação.

Fonte: G1 Notícias